30 de dezembro de 2008

Zoneamento Ecológico e Econômico de Goiás (ZEE), uma necessidade.

O ZEE permite elaborar um diagnóstico dos meios geo-biofísico e sócio-econômico-jurídico-institucional, gerando respectivamente duas cartas principais, a carta de Vulnerabilidade Ambiental e a Carta de Potencialidade Social, que sobrepostas irão conceber áreas com características próprias, determinando o Zoneamento Ecológico-Econômico do Estado.

Intensificar os estudos e atividades para viabilizar a implantação do Zoneamento Ecológico e Econômico (ZEE) de Goiás. Esta é uma das metas da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos para 2009.

O ZEE é um instrumento de planejamento para organizar e direcionar o uso e a ocupação do território. “É ele que vai dar as bases para que nós possamos definir a localização das atividades econômicas em Goiás, levando em conta tanto o aspecto de desenvolvimento quanto o lado econômico”, explica o secretário do Meio Ambiente, Roberto Freire .

Pelos princípios do Zoneamento Ecológico e Econômico, o desenvolvimento social deve seguir as diretrizes de preservação e conservação do meio ambiente de forma equilibrada.

A implantação do ZEE depende de estudos que estão sendo conduzidos pela Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapeg). Estes estudos englobam fauna e flora e como as atividades econômicas são distribuídas em todo o Estado. “A nossa meta é fazer com que, em 2010, todas as atividades de licenciamento ambiental sejam com base no ZEE que é um dos instrumentos principais da política nacional do meio ambiente”, diz Freire.

Em setembro deste ano, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, esteve em Goiânia e, ao lado do governador Alcides Rodrigues, assinou termo de cooperação técnica com o governo estadual para a realização do ZEE do Estado.

O Ministério liberou R$ 300 mil para o início dos trabalhos em torno do ZEE e o Governo de Goiás uma contrapartida de R$ 1 milhão para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) para custear os editais de pesquisa voltados para a elaboração do ZEE.
FONTE: Goiás Agora

Em outros blogs